26 de fevereiro de 2008

A minha experiência no projecto TecLAR

O projecto TecLAR surgiu na nossa turma em Novembro e terminou agora, deixando muitas saudades. Ao longo destes meses, os “pequeninos” contribuíram com os saberes informáticos, ajudando os mais “crescidos” a trabalhar com o computador. Os “crescidos” ajudaram a dar “sentido e direcção” às pesquisas. O resultado final deste intercâmbio inter - geracional foi positivo para todos, pois os “pequeninos” aprenderam a cooperar e os “crescidos” aprenderam a dominar muito melhor aquele bicho (o computador). Estes foram os principais aspectos que consegui extrair da observação que fiz enquanto participante do projecto.
Este projecto, enquanto futura professora do 1.ºCiclo, ajudou-me a perceber algumas coisas, nomeadamente que aprendemos com tudo e todos, apenas temos de estar predispostos para tal. Outro aspecto que também observei foi que, os alunos não aprendem apenas na sala de aula com os livros. Aprendem com histórias, com pesquisas, com as experiências dos outros, com as dúvidas dos outros, etc.
Pessoalmente, este projecto ajudou-me a melhorar a relação com os alunos, que também aprendi a conhecer melhor e, ao mesmo tempo, também me ajudou a adquirir um conjunto de conhecimentos relativos aos animais em vias de extinção e aos direitos dos animais que não conhecia.
Desejo a todos os “crescidos” uma boa continuação no projecto e que nunca se esqueçam de nós.
Antes de terminar, também queria agradecer os maravilhosos lanches (ricos em doces, mas também em alegria e convívio) que os “crescidos” e os “pequeninos” nos proporcionaram. Espero que, não sei muito bem como, se possam repetir.
Beijinhos a todos.
Rita Vitorino
25 / 02/ 08

25 de fevereiro de 2008

Recordar a apresentação do trabalho intergeracional

Obrigado a todos!
Imagens para recordar...
Depois coloco também vídeos!






























































Nestas fotos temos por ordem:

- a apresentação do grupo dos Informáticos
- a apresentação do grupo dos Portugueses
- A nossa "plateia"
- Eu a iniciar a sessão...

24 de fevereiro de 2008

Eu e o Projecto TecLAR

Este Projecto foi muito interessante, tanto a nível “profissional”, como a nível “pessoal”.
Primeiro, foi muito curioso perceber como as crianças podem aprender inúmeros conteúdos de uma forma dinâmica e interactiva com outras pessoas, neste caso os “crescidos”. Depois, foi agradável conhecer os “crescidos” e aprender inúmeras coisas que nos ajudam a progredir enquanto pessoas.
As crianças andaram estes quatro meses entusiasmadíssimas com este projecto, uma vez que, em conjunto com os “crescidos” desenvolveram um trabalho que os enriqueceu em muitos aspectos, tais como, saber respeitar os colegas, ouvir as diversas opiniões, fazer um trabalho e adquirir mais conhecimentos para a sua cultura geral.
Desta forma, o seu entusiasmo foi contagiante, pois eu já me sentia um dos elementos do Projecto e também aprendi bastante com ele: os modos de vida de alguns animais, tais como o lince, o urso polar, o falcão, o cachalote, entre outros. Também tomei mais consciência dos perigos que o Homem está a causar na vida destes animais.
Ao longo deste Projecto, os “crescidos” contribuíram com algumas histórias sobre a sua infância, como a “História do Avô Carlos”. Contámos, ainda, com a presença de um médico-veterinário que nos contou a sua experiência com leões e o seu projecto para conservar os linces-Ibéricos, que já são quase inexistentes na nossa Península.
Assim sendo, tenho pena deste projecto ter terminado, uma vez que poderíamos enriquecer ainda mais o nosso conhecimento e apelar todas as pessoas a terem um papel mais interventivo na Natureza, pois todos os trabalhos, directa ou indirectamente apelavam para a conservação de animais em vias de extinção.
Foi um prazer trabalhar e crescer neste Projecto. A todos um Muito Obrigado e espero que, um dia, voltemos a ter mais momentos como os que passámos.

Diana Morais

A minha experiência no Projecto TecLAR

O Projecto TecLAR

O Projecto Teclar foi um Projecto muito interessante que foi desenvolvido com a minha turma de estágio, da Escola EB1 / JI da Cruz da Areia.
Eu, como professora estagiária, adorei poder participar neste Projecto uma vez que contribuiu para o alargamento dos meus conhecimentos e experiências. Foi bom poder ver o entusiasmo que todos os alunos e os “Crescidos” revelaram ao longo das sessões e o carinho com que fomos recebidas.
Ao longo deste Projecto fui prestando apoio aos diferentes grupos e foi bastante gratificante. As sugestões e opiniões eram bem aceites pelos grupos, contribuindo todos para a partilha de saberes e, consequentemente, para a melhoria e aperfeiçoamento dos trabalhos. Na minha opinião, a troca de saberes foi um dos grandes contributos deste Projecto.
Existiram momentos que foram bastante ricos, nomeadamente, a presença de um médico-veterinário e investigador que contou e encantou com a sua experiência com alguns animais selvagens. Considero que foi o “ponto máximo” dos conhecimentos, visto que os alunos já tinham pesquisado em livros e na internet mas o relato real sobre os animais, é fascinante.
Agora que este Projecto está prestes a terminar, posso dizer que já sinto algumas saudades dado que se criaram alguns laços de amizade. Também deixarão de existir os momentos de confraternização às quintas-feiras, que eram tão agradáveis.
No Projecto TECLAR,
Muito gostei de ajudar.
Pequenos e Crescidos apoiar,
Para o trabalho avançar.

Projecto a terminar,
E trabalhos para apresentar.
Saudades vou sentir,
Nos dias que vão vir!
Telma Ferreira
AGRADECIMENTO

Foi extremamente gratificante e motivador ter participado neste projecto de intercâmbio intergeracional com a Escola da Cruz d’ Areia!
Desde a Professora São Coelho, dinâmica, criativa e sabedora, às professoras estagiárias, todas merecem o nosso louvor e a nossa estima.
Os nossos pequenos amigos foram sempre sensacionais, eficientes, organizados e muito amigos. Com eles aprendemos muito! Obrigada a todos.
À nossa Professora Joana, dinamizadora deste projecto e que foi sempre extraordinária desde o primeiro minuto, um abraço de muito apreço, amizade e reconhecimento por nos ter aberto os nossos horizontes, diminuído a nossa solidão e facultado tantos saberes.
Obrigada Joana.
Aos colegas, um beijinho amigo por todo o companheirismo e compreensão manifestados durante este projecto.
A todos o nosso muito obrigado!

Ília
Maria da Cruz
Maria Helena

O PROJECTO TECLAR - IIIª EDIÇÃO - 2007/2008

Vou apresentar a minha visão do projecto teclar interligado aos meninos da Turma D-sala 4 da EB1 da Cruz D'Areia:
Em Novembro de 2007 o projecto teclar ganha força e começa a sua marcha, com fim previsto para 23 de Fevereiro de 2008 com a apresentação de um trabalho.
Fizeram-se então os primeiros encontros entre os "meninos pequenos" e os "maiores". Sim, todos nós temos um bocadinho de "menino"dentro de nós enquanto seres vivos e pensantes!...
Gostei particularmente do que se fez neste projecto, porque entendo que houve um ganho significativo. Essa mais-valia resultou, do meu ponto de vista, no conhecimento e aproximação das pessoas. Ter a faculdade de nos relacionarmos uns com os outros, com mente aberta e sincera é algo que muito nos enobrece e nos alimenta.
O tema tratado teve o seu enfoque nos problemas sócio-ambientais, o que por si só, é muito relevante na vida do ser humano, ou então andamos todos muito distraídos!
Este grande Universo, no qual e entre outros a Terra se insere, que generosamente nos dá o sol, o ar, e a água, deve merecer da nossa parte toda a protecção, respeito e carinho para que o planeta Terra não fique doente.
Com consciencia e educação universal atempadas e sérias, tanto a integridade, como a beleza dos ecossistemas da Terra, hão-de sobreviver.
Parabens Prof. Conceição Coelho! O seu talento e dedicação à causa de ensinar, os seus meninos disso irão aproveitar, para mais tarde recordar!
Parabens Prof. Joana Viana! Vi nos seus olhos alegria, por isso lhe dedico estas palavras: "Quando a nossa felicidade provém da virtude, a alegria logo vem do nosso carácter".
Por último, dúvidas não tenho, todos os participantes, pequenos e crescidos do projecto teclar, vão ficar mais amigos para sempre.
Um abraço e um beijinho para todos!
Jorge Santos

MOMENTOS MÁGICOS



MOMENTOS MÁGICOS

Quando a nossa Professora Joana nos disse que vinha à nossa Escola um seu amigo veterinário, investigador, com mestrado em animais selvagens, para nos fazer uma palestra, eu nunca poderia imaginar a sensação maravilhosa que iria sentir ao ouvi-lo! Senti-me transportada a um mundo completamente novo e desconhecido, que encheu o meu espírito de magia, de novidades e grandiosidade! Que momentos absolutamente mágicos, fora da minha realidade, que tive oportunidade de viver!... É indescritível a emoção que todos nós sentimos, «pequenos e crescidos» quando o Rodrigo nos levou a conhecer e a partilhar as suas vivências junto dos seus animais selvagens, num mundo completamente irreal para a maior parte de nós!
Obrigada, Rodrigo, por nos ter conduzido com toda a sua simplicidade, mas com tanta sabedoria e humanidade, a um mundo tão longínquo, tão diferente mas tão real, tão próximo, que quase sentíamos os uivos dos leões a ecoarem na floresta e quase víamos os olhos das feras a brilharem no negrume da noite!
Vivemos tão intensamente, que a minha memória foi ao tempo em que li um conto de Miguel Torga em que a mãe do célebre Ladino, pardal que não queria abandonar o quentinho do seu ninho, o sacudiu, empurrou com um abanão para que saltasse e fosse voar na imensidão do céu azul! Estabeleci este paralelo quando o Rodrigo nos contou que a mãe lince sacudia com uma patada o seu filhote quando achava que tinha chegado o tempo dele enfrentar a vida lá fora! Esta semelhança entre as mães feras e as mães aves mostra bem a realidade comum a todos os seres!
Para mim, foi este o ponto culminante de toda a palestra!

Obrigada Rodrigo por nos ter mostrado um mundo diferente cheio de beleza e magia!
Obrigada Rodrigo por nos ter ajudado a abrir os nossos horizontes!
Obrigada Joana por nos ter trazido o Rodrigo!

Um grande abraço
Lena Serrador

23 de fevereiro de 2008

QUADRAS P/ A FESTA ENCERRAMENTO -23/2/08


Mais novos e mais crescidos
Juntaram as suas mãos
Num projecto bem unidos
Cantando a mesma canção...

Proteger o ambiente
E também a Natureza
Vamos ficar tão contentes
Disso eu tenho a certeza!

A Terra vamos amar
E os animais, também
Da água vamos cuidar
Para nosso próprio bem.

Projecto da Cruz da Areia
E do "nosso" Teclar
Projecto bem "á maneira"
Que nos pôs a "trabalhar"!

JOANA, muito obrigada
E á Professora SÃO
Sereis por nós recordadas
Do fundo do coração!

Agora a terminar
Dizer com muita emoção
Foi bom convosco estar
Num projecto em União!

Para todos, "mais novos e mais crecidos,"
envolvidos neste projecto
com um grande beijinho
Elisa

Dia Muito Especial no Teclar

Hoje é um dia muito especial no Teclar, pois vai ser a apresentação dos projectos desenvolvidos por Pequenos e Crescidos!!

É importante, porque vão estar presentes os pais dos Pequenos, alguns filhos e netos dos Crescidos, familiares e amigos de todos, que têm curiosidade em saber o que temos feito em conjunto no Teclar, desde Novembro!

Este dia é apenas o culminar de um processo vivido intensamente, entre todos, recheado de partilha de conhecimentos, saberes, experiências, emoções, valores...
Aprendizagem intergeracional!

O nosso encontro começa às 15h, na Escola da Cruz D'Areia, com o seguinte programa:

1. Apresentação dos projectos desenvolvidos por cada grupo
2. Dramatização dos Pequenos sobre a Mãe Natureza
3. Hino dos Pequenos e Crescidos
4. Imagens dos momentos vividos
5. Lanche-convívio

Muita alegria, entusiasmo e boa disposição!

22 de fevereiro de 2008

A Aula de Quinta-feira


Gostei muito da última Aula.

A 1ª parte a trabalhar com "os mais novos" na distribuição de tarefas e ensaios para a apresentação do nosso "P.Point" a ser apresentado já no próximo Sábado na Escola da C.Areia.

Depois, tivémos um intervalo para o lanche, que estava "bem rechado" e convidativo e onde nem faltou, um saboroso chá de príncipe.

Seguidamente todos sentado e calados para ouvirmos o nosso convidado especial, amigo da professora Joana, que nos quis "brindar" com um belo trabalho de investigação, já que é médico veterenário e mestrado em Medicina de Animais Selvagens.

Falou, explicou razões e mostrou muitas fotos de leões e de linces. Mas... a sua vivência com leões no Botswana, Sul de África, foi o que mais me "cativou". E porquê??

Fez-me "recordar a minha meninice", nos tempos que eu vivia em Nacala, Norte de Moçambique e dum episódio que vou relatar...

"Vínhamos os meus pais e mana, de regresso do Lumbo, onde tínhamos ido visitar uns amigos .

Era noite cerrada e a estrada era uma "picada" no meio do mato (não havia estrada de alcatrão). De repente o meu pai pára a carrinha. Olhámos e o que vimos?

-Um "senhor leão", com uma grande juba, imponente a atravassar o caminho. Fiquei cheia de medo que nos pudesse "atacar". Mas, não!

Seguiu o seu "destino". Mas a imagem, ficou-me gravada na memória.

Como disse e muito bem o nosso convidado, os leões quando ficam velhos, não têm força para ir á caça á procura de alimentos. Aproximam-se das povoações e palhotas e atacam os animais domésticos. Por vezes também os nativos são atacados e daí a "perseguição"da parte destes até os apanharem e matarem. Ouvi muitas histórias destas, quando era criança."

Obrigada Rodrigo pelo seu grande trabalho a favor dos animais.

Elisa

21 de fevereiro de 2008

O «Nosso Amigo» Rodrigo

Ao lerem o título da minha mensagem, certamente pensarão que eu já sou amiga do Rodrigo há imenso tempo!!! Não, nem sequer o conhecia, mas acho que ele foi muito nosso amigo, ter vindo dar-nos uma belíssima aula falando do seu trabalho com os seus «queridos» animais!
Gostei imenso da aula de hoje a que assisti com muito interesse e entusiasmo. Fiquei a saber que no nosso País, já não existe o Lince na Serra da Malcata.
Sabia que estava em extinção, mas nunca imaginei que já não houvesse lince!
O Rodrigo, foi muito claro na sua exposição, captou a atenção de todos nós, crianças e adultos e quero dar-lhe os parabéns por se ter dedicado de Alma e Coração a esta causa tão Nobre!
Parabéns Rodrigo pelo seu Admirável Currículo!


Médico Veterinário
Ele se chama Rodrigo
Com a aula que nos deu
Mostrou ser nosso amigo!

Maria da Cruz

"estórias com pedagogia dentro"

...Sobre o Mundo Animal e a sua Preservação

"Estórias com pedagogia dentro" é o título de um dos livros do Prof. Albano Estrela, influente na área da educação em Portugal, nomeadamente, das Ciências da Educação, e lembrei-me desta expressão, achando que seria um título pertinente para apresentar o dia de hoje no Teclar!

Com a presença do Rodrigo, com a apresentação que realizou do trabalho e investigação que tem desenvolvido com leões e com o lince-ibérico, assistimos a "verdadeiras estórias com pedagogia dentro"... sobre o mundo animal, sobre os animais selvagens, a necessidade da sua preservação e neste caso, a sua reprodução para evitar a extinção!

Parece que todos adoraram, adquiriram novos conhecimentos, questionaram, ficaram encantados com as suas experiências e histórias...

É verdade Pequenos e Crescidos?
Contem-me o que aprenderam hoje e o que foi para vocês esta experiência!


Obrigado Rodrigo!

Deixo-vos algumas fotografias e vídeos...

Joana




video

No final, até houve uma "sessão de autógrafos"!...


video

19 de fevereiro de 2008

O Nosso Convidado Especial

Olá a todos!

Como sabem, na próxima 5ª feira vamos ter um convidado especial no Teclar: o Rodrigo Serra.
Ele vem-nos contar algumas das suas experiências, em especial com animais selvagens, por vários países do mundo!

Leiam um bocadinho do que ele tem feito...!

"Sou médico-veterinário e investigador. Comecei por trabalhar com pequenos animais e com grandes animais em Lisboa, Barcelona e Londres...

Tirei mestrado em medicina de animais selvagens no Institute of Zoology, no zoo de Londres, onde fiz tese com chitas.

Daí saltei para o Okavango Lion Research Project, no Botswana, onde estudei leões (entre 2001 e o presente).

Agora trabalho também na Universidade de Zurique, onde estou a fazer tese doutoral sobre estes leões. Portanto sou veterinário mestre :) em animais selvagens, e especializo-me em conservação de felinos.

Desde 2003 tenho trabalhado para trazer o projecto de reprodução em cativeiro de lince-ibérico para Portugal, e agora a minha empresa (investigação veterinária independente) trabalha para as Águas do Algarve, que vai construir o centro nacional de reprodução de lince-ibérico em Silves. Sou o consultor técnico desse projecto."

Vai ser um encontro muito interessante, onde vamos aprender muito com o Rodrigo, de certeza!
Até 5ª feira,

Joana

"Os Portugueses"

NO TECLAR

já alguns dias que não visitava o nosso trabalho, no Blog do Teclar.
Hoje porém, comecei por ler as mensagens dos alunos da escola EB 1 da Cruz d'Areia, turma D, que connosco trabalham neste Projecto, que nos testemunham com uma alegria evidente, saber hoje mais do que sabiam. Excelente!.
Registei também a tristeza de alguns meninos, pois segundo dizem, poderiam ter feito mais e melhor; foi de facto assim. Mas lá refere o ditado popular . . .
.
Ao que na escola se aprende
Boa paga será dada.
O trabalho tudo rende,
A preguiça não dá nada.
.
Trabalhem, rapazes, trabalhem
Que o trabalho só faz bem.
O mandrião não coalha,
O saber que dele provém.

18 de fevereiro de 2008

O que foi para mim o Projecto TecLAR


Eu e o meu grupo, Bárbara, Graciete, Dias, Jorge, Dário e o Tiago Luís criamos textos sobre animais em via de extinção, no território Português. Com ajuda da professora Joana e da professora Conceição pesquisamos animais em vias de extinção no território Português. Conversamos sobre como íriamos escolher os animais. Trabalhamos em livros sobre o lince Ibérico. O meu grupo tirou infomação de livros sobre o cachalote.

O que eu mais gostei foi de fazer novos amigos, de saber mais informação sobre o lince Ibérico, de aprender o que é um cachalote e de trabalhar nos computadores.

O que eu menos gostei foi de às vezes não ter Internet.

Sobre este projecto, eu penso que criar amizades com pessoas mais velhas é divertido porque nós as crianças sabemos mais de computadores, porque quando nascemos já existiam e os mais velhos sabem mais da vida sem informática.Também penso que é uma experiência única que só se vive uma vez na vida. Também quero dizer que gostei muito de trabalhar no grupo dos Informáticos, com a Graciete, a Bárbara, o Dias o Jorge e o Tiago Luís.


Sarah - 4º D

O Projecto TecLAR

Para mim, o Projecto TecLAR foi uma experiência entre adultos e crianças. São adultos da idade dos nossos avós, que andam a aprender a trabalhar com computadores e já sabem muito. Nós trabalhamos com eles nos computadores e isso para mim foi uma alegria. Foi uma inspiração para mim trabalhar com pessoas da idade dos nossos avós.
Eu estou a gostar muito de trabalhar com eles porque é divertido e aprendemos mais.
Eu e o meu grupo que era constituido pelo Luís, o Evandro, o Afonso e eu fizémos um trabalho no computador sobre os direitos dos animais e decidimos que íamos apresentar o trabalho em Power Point. O nosso trabalho foi assim: escolhemos o tema e procurámos informação.
Eu gostei mais de trabalhar com eles sobre o nosso tema no computador.
Eu gostei menos do nosso grup de estar um bocado atrasado em relação aos outros.
Para acabar eu quero dizer que o que eu penso mesmo, é que esta experiência foi excelente e que aprendi mais do que o que sabia.
O meu grupo chamava-se " Portugueses" e os elementos eram: Afonso, David, Evandro, Luís, Zé Ricardo, Margarida e o João Quinta.
O que foi para mim o projecto TecLAR

No projecto TecLAR eu fiz novos amigos que nunca vou esquecer,e ao mesmo tempo aprendi coisas novas.Foi muito bom!
Gostei dos conhecer os mais crescidos, gostei de fazer o Livro no Word , e de trabalhar com o meu grupo sobre o lince, o cachalote, a coruja do mato e a águia real.
Eu gostei de tudo mas eu não queria despedir-me deles. Vou guardar o grupo dos Informaticos sempre comigo:o Dário ,Tiago Luís , Sarah ,Bárbara ,Graciete , Dias ,e o Jorge.
Eu penso que se segunda-feira fossomos à E.S.E.L. viamo-nos mais vezes.
Grupo : Informáticos; Membros do grupo : Bárbara , Dário,Dias,Graciete, Jorge,Sarah e Tiago Luís.
Bárbara

17 de fevereiro de 2008

Convite aos familiares, amigos e a todos os interessados!

Antecipo o Convite para a apresentação dos Projectos desenvolvidos em conjunto por Pequenos e Crescidos, desde Novembro, com base na Carta da Terra, através do uso do computador e da Internet.

Partilhem connosco o culminar de um processo de Ensinar e Aprender entre Gerações com Tecnologias!...

14 de fevereiro de 2008

Uma surpresa!...

Na semana passada, depois do trabalho colaborativo entre os Crescidos e os Pequenos, a Maria da Cruz aprendeu mais algumas coisas sobre o PowerPoint, com a Francisca, especialmente a integração de imagens e, por isso, resolveu fazer algumas experiências!
Não desmotivou, experimentou e conseguiu! Muitos Parabéns!

Uma das suas experiências foi esta:

Aprendizagem no PowerPoint com a Neta

Para poder experimentar e continuar a aprender a usar o PowerPoint, a Margarida teve a ajuda da sua neta Joana, e construiu o seguinte PowerPoint, sobre a Declaração Universal dos Direitos dos Animais.

Muitos Parabéns pela experiência desenvolvida e pelo trabalho intergeracional!

PowerPoint da Maria da Cruz

Hoje no Teclar aconteceram diversos imprevistos, mas também algumas surpresas!!
Por falar nisso, Parabéns Sr. João Pinto, que faz anos hoje, no Dia dos Namorados!!
E, claro, a sua querida Elisa fez-lhe uma surpresa recheada de amor e carinho.

Mas, para ficarem a saber melhor o que aconteceu deixo aqui a apresentação em PowerPoint que a Maria da Cruz fez ao longo da sessão relatando o que aconteceu!

DIA DE S. VALENTIM

Como amanhã se comemora o Dia de S. Valentim, pensei colocar um endereço, para se divertirem um pouquinho!

http://www.jacquielawson.com/preview.asp?cont=1&hdn=O&pv=3111927

Desejo a todos um dia muito bem passado, na companhia de quem mais desejarem.

maria da cruz

13 de fevereiro de 2008

O que foi para mim o Projecto TecLAR

O que fiz:
Eu e os meus colegas de grupo (Francisco L., Tiago C. e Frederico) mais o grupo do TecLar (João Pinto, Eugénia Ferrari, Adelaide e Ilídio Francisco) começámos a pesquisar informção sobre a água potável. Em 2º lugar passámo-la para o Word onde tirámos palavras que estavam "abrasileiradas". Em 3º lugar escrevemos no Blog mas antes de editar guardámos para ver se tinha algum erro.
No dia 7 de Fevereiro no TecLAR , editámos as mensagens sobre a água potável para o blog. Não editámos uma das mensagens porque era do João Pinto e ele não tinha vindo.

O que mais gostei:
- O que mais gostei quando estive no projecto TecLar foi de pesquisar com os meus colegas de grupo e de nos entusiasmarmos com o trabalho, porque não há muitas pessoas da nossa idade que trabalhem com pessoas mais crescidas.

O que menos gostei:
- O que menos gostei no TecLAR foi o João Pinto não ter vindo umas vezes e também foi da Adelaide não ter vindo da 1ª vez.

O que penso:
- O que penso é que quando nós sairmos do projecto TecLAR, não nos vamos divertir tanto como até agora nos divertirmos a pesquisar sobre a água potável.

Rafael

DIA DOS NAMORADOS - 14 Fevereiro







É nos dia dos namorados
Que o meu João faz anos
Desde que estamos casados
Este dia celebramos

Mas que sorte, dizemos nós
Ter um dia "especial"
Mesmo já sendo avós
Gostamos de nanorar











Como é dia do Teclar
Quero a todos oferecer
Um bolo para cantar
E "surpresa" ao João, fazer!

Um abraço a todos e...
beijinhos para o "meu" João

Elisa
Eu gosto de andar no TecLAR.

Afonso

Eu e o TecLAR

Ao princípio foi assim: formámos grupos com os mais crescidos para trabalhar um tema da Carta da Terra.Escolhemos os direitos dos animais.
Eu e o meu grupo estivémos a pesquisar sobre os direitos dos animais. Escrevemos artigos no Word, alterámos a cor da letra e depois nos artigos colocámos imagens de acordo com o assunto.
O que eu mais gostei de fazer foi conhecer os crescidos e também de conhecer a Joana.
O que gostei menos foi de pôr imagens que não eram parecidas com o assunto dos artigos.

Luís - 3º D

O que foi para mim o Projecto TecLAR

Eu adorei o projecto tecLAR.Fiz vários tipos de actividades e fiquei a saber mais do que sabia.Fiz trabalhos sobre os animais em vias de extinção e o aquecimento global.Pesquisei sobre o urso-polar, golfinho, pinguim, lobo, línce e o panda -vermelho. Destes animais, na nossa apresentação só vamos utilizar alguns.
O que eu gostei mais no projecto tecLAR foi de fazer amizades com os mais velhos e com a Joana (a pessoa que organizou o projecto) e gostei mais também de aprender a mexer melhor no computador.
Gostei menos de ir lanchar, porque estavamos a perder tempo, apesar de a comida estar muito boa.
Penso que este projecto nos ajudou muito a desenvolver as amizades entre os júniores e os seniores e nos ajuda muito a descobrir as novas tecnologias e outros conhecimentos. O meu grupo era constituido pela Maria da Cruz, Helena Serrador, Ília,Miguel, Liliana, Pedro A. e eu, aFrancisca.
Adorei o projecto tecLAR!!!
Francisca Cunha 13\2\2008

11 de fevereiro de 2008

Com aproximação do Dia de S. Valentim...


Lenços dos Namorados

Não existe no país região tão rica em bordados como a região do Minho.A tradição dos lenços dos Namorados é significativa nas localidades de Viana do Castelo, Vila Verde, Guimarãis e Aboim da Nóbrega, apresentando, todavia, características de bordado diferente.Estes trabalhos consiste nos lenços apresentarem além dos pontos e cores utilisadas, uma baínha ricamente trabalhada e com motivos diferentes de lenço para lenço.No âmbito dos lenços dos dos lenços dos namorados também designados lenços marcados, bordados ou de amor.

Era costume ensinar às raparigas a arte de bordar para que mal entradas na adolescência começassem a preparar o enxoval.O lenço era bordado então nas longas noites de serão, nos momentos livres do dia ou aquando do pastoramento do gado, pela rapariga apaixonada que ia traspondo para o lenço os sentimentos que lhe iam na alma.A rapariga usá-lo-ia ao domingo no bolso do avental; mais tarde oferecê-lo-ia somente ao rapaz que amava como compromisso de amor, este passaria a usá-lo ao pescoço ou no bolso do casaco do fato domingueiro.

10 de fevereiro de 2008

Associação Musical da Pocariça

A Associação Musical de Pocariça, deu hoje um concerto no Teatro José Lúcio da Silva, ao qual eu tive o prazer de assistir.
Esta Associação Musical foi fundada pelo sr. Magalhães Pessoa há 93 anos.
Actualmente, esta Banda é formada por 58 Filarmónicos de ambos os sexos, na sua maioria jovens. O seu maestro, Jorge Margaça, está de parabéns assim como todos os seus músicos, pelo maravilhoso concerto com que nos brindaram durante duas horas e meia.
Desde o trabalho do maestro, à actuação dos jovens músicos e às maravilhosas músicas que escolheram, tudo estava verdadeiramente na sua perfeição!
Foram umas horas bem passadas mas tenho pena que os habitantes de LEIRIA, não estejam vocacionados para este tipo de eventos, que são do Nosso Povo e fazem parte da nossa Cultura!
Desejo para esta BANDA, as maiores felicidades!

9 de fevereiro de 2008

«Os fundadores do YOU TUBE»

Chad Hurley fundou o You Tube em 2005 juntamente com Steve Chen.No ano seguinte venderam a companhia ao Google, mantendo-se Chad Hurley como director executivo do You Tube.
Tudo começou numa garagem em San Francisco, na Califórnia, criando uma empresa de um programa de computador, para dividirem os seus videos com os amigos. A ideia de criar o You Tube surgiu por quererem partilhar os seus videos com os amigos, a quem enviavam por e-mails, mas como não conseguiam por serem muitos, pensaram que devia haver maneira mais fácil de o fazer. Então, como Chen cursou ciência da computação e ambos criaram a empresa, venderam ao Google e hoje o You Tube tornou-se de tal maneira popular que, actualmente, exibe cerca de 100 milhões de arquivos por dia!
Através do You Tube, podemos deliciarmo-nos com milhares de videos!

8 de fevereiro de 2008

Para os Pequenos e Crescidos

Olá amiguinhos!

Encontrei umas sugestões na Internet, no site Júnior, do que podemos fazer para sermos "amigos do ambiente", ajudando a preservá-lo:

http://www.junior.te.pt/servlets/Rua?P=Ambiente&ID=889

Se quiserem consultem, pois está relacionado com os temas dos projectos que estamos a desenvolver no Teclar.

Bom fim-de-semana,
Joana

Para uma Amiga do nosso blog

Estive a rever algumas mensagens e comentários do nosso blog, o que já não fazia há alguns dias, embora tenha feito algumas publicações.
Depois de muito espreitar, ver, ler e reler, fui surpreendida pelo comentário de uma nossa amiga que gosta muito do nosso blog. Nos comentários que tem feito, diz que gosta de ler as minhas publicações e eu quero-lhe agradecer por isso! Um obrigada muito especial pelos versos da MIRACULOSA, de que eu tanto gosto, pois como já disse me faz lembrar a minha infância na Guarda, e que, quando eu cantava me eram oferecidos dez tostões, a moeda dessa altura. Tem graça, que no dia que a Isabel Silvestre foi à T.V. eu também assisti ao programa mas não consegui escrever a letra.
Agradeço toda a sua simpatia por todos os comentários feitos e o elogio dos meus quatro netos.
Desejo toda a felicidade do mundo também para os seus oito netinhos.
Um beijinho
Maria da Cruz

Ontem no Teclar...

Pois é!...
Ontem foi dia de Teclar na ESEL.
Os Pequenos juntaram-se aos Crescidos e continuaram os seus projectos!
Que belos trabalhos estão a desenvolver! Estão todos de parabéns!
Sim, porque sou das poucas pessoas que sabe e conhece o projecto que cada grupo anda a desenvolver, integrado no tema da Carta da Terra.

Os projectos vão ser apresentados no dia 23 de Fevereiro, às 15h, na escola EB1 da Cruz D'Areia.
Estão todos convidados desde já a participar no evento!

A ordem de apresentação dos projectos dos cinco grupos é a seguinte:

1º - Informáticos (Bárbara, Dário, Dias, Graciete, Jorge, Sarah e Tiago Luís)
2º - Protectores do Ambiente (António, Carlos, Elisa, Francisco Miguel, João Miguel e João Vitor)
3º - Pesquisadores (Adelaide, Eugénia, Francisco, Frederico, Ilídio, João Pinto, Rafael e Tiago)
4º - Defensores da Natureza (Francisca, Helena, Ília, Liliana, Maria da Cruz, Miguel e Pedro)
5º - Portugueses (Afonso, David, Evandro, João Quinta, Margarida, Luís e Zé Ricardo)

E vão haver mais algumas surpresas!









































video

O dia no TecLAR

No Projecto TecLAR o meu trabalho estava feito no computador.
No Projecto TecLAR vi o Falcão, também vi a lontra e o Urso Polar. O Carlos ajudou o nosso trabalho.
O Carlos tem cabelo preto e é grande.
António Rolla

O dia do Projecto TecLAR

O nosso dia na E.S.E.L.no Projecto TecLAR

O nosso dia na E.S.E.L. foi muito bom.
Quando chegámos fomos recebidos muito bem pelos nossos amigos crescidos. Eu dirigi-me para o meu grupo onde estavam a Maria da Cruz e a Helena Serrador.
Começámos por ver como estavam os nossos diapositivos, que fizemos da última vez que nos encontrámos. Depois estivemos a fazer uns ajustes nos diapositivos, como por exemplo umas imagens para os diapositivos ou ver a estrutura do texto. Também vimos como fazer para apresentar o trabalho que é uma surpresa reservada para Sábado dia 23/02/2008.
Mais tarde os crescidos prepararam-nos um lanchezinho muito delicioso. Logo a seguir fomos lá para fora, para o recinto comer.
Mais tarde fomos embora. Gostámos muito da ida à E.S.E.L.

Liliana Barbas - 4º ano- turma D 8/2/2008

7 de fevereiro de 2008

Crescidos a aprender PowerPoint

Na semana passada, o Teclar foi muito divertido!
Os Crescidos estiveram a aprender a trabalhar no PowerPoint.
Alguns já sabiam fazer algumas coisas, mas estiveram a aprender a inserir uma imagem e a formatá-la.
No final aprenderam também a guardar o ficheiro no e-mail, nos rascunhos, para poderem abrir em casa e guardar nos seus computadores (como é possível ver no vídeo).

Com a ajuda dos Pequenos têm realizado novas aprendizagens no computador, principalmente no PowerPoint e na Internet!
Estão todos de parabéns!



























































video

4 de fevereiro de 2008

«Julgamento e Morte do Galo do Entrudo»

Amanhã, na cidade da Guarda, haverá o julgamento do Galodo Entrudo. Como o Galo é culpado por todos os insucessos e problemas do ano que passou, a Guarda vai julgá-lo como prémio!
O espectáculo comemorativo do Carnaval, é em plena Praça Velha, juntinho à SÉ CATEDRAL, bem no centro da cidade. O desfile começa às 21h 30m com saída do Jardim José de Lemos percorrendo as ruas do centro da cidade até à Praça Velha, onde vai ser julgado o Galo.
Vai haver a participação de vários ranchos foclóricos, grupos espanhois, bandas, o grupo de animmação de gigabombos, gigantones, cabeçudos , etc.
No final da festa o Galo sserá queimado numa fogueira como castigo!
No tempo em que eu vivia na GUARDA, nada destas festas se faziam, havendo apenas um Baile no Grémio e no qual eu estava presente.
Belos tempos esses!

3 de fevereiro de 2008

Brincadeira de Carnaval

Também quero fazer parte
Neste blog de alegria
Aprender, escrever, fazer arte
Dentro da minha fantasia.
.
No carnaval da poesia
Não é preciso sambar!
Basta vestir a fantasia
E deixar a emoção falar.
..
Pelos corredores da Esel
Nós tivemos de passar,
Em busca de nova sala
Para o TECLAR continuar.
.
Nesse 31/Janeiro tão belo
Deixámos alegria no ar,
É isto que nós queremos;
Que o Projecto não vá findar.
.
O carnaval é alegria
Que nós vamos celebrar
E muito contentes ficámos
P'lo PowerPoint iniciar.
.
Nós gostamos de aprender
Falar e nos divertir;
E assim um dia podemos
Recordar o TECLAR, a rir.
.
Se estas trovas fossem ouvidas
Eu mandava-as publicar
Com poemas radiantes
P'ro TECLAR não acabar.
.
Neste Projecto de espanto
Com a Joana a comandar,
Todos nós no maior pranto
Pedimos p'ra nos ajudar.
..
Não chorem por não viver
A continuidade do TECLAR.
Sorriam por não sofrer,
A vida é bela ... e o Projecto vai continuar!
.

2 de fevereiro de 2008

Senhora das Candeias

A Igreja Católica, celebra hoje a festa de Nossa Senhora das Candeias, também conhecida por Nossa Senhora da Candelária ou Nossa Senhora da Luz.
Segundo os antigos diziam, para haver muito azeite, é bom, neste dia, fazerem-se fritos! E, coforme o tempo que fizer, assim o Inverno está passado ou está para vir!
«Candelária a rir, está o Inverno para vir.Candelária a chorar, está o Inverno a acabar».
Mais uma das tradições de Portugal!

Novas Aprendizagens


Para a semana não estou
Vou "passear" ao Algarve
Mas, esquecer não me vou
Do "grupo" do Teclar

Quero aqui agradecer, à nossa professora, o ensino dos primeiros passos, no P.Point.

Os colegas estavam todos entusiasmados...
Mesmo eu que já sei alguma coisa e já fiz dois P.P. aprendi alguma coisa nova. É maravilhoso como ela sabe explicar com tanta simplicidade para todos poderem compreender.
Obrigada Joana.

Ao "meu grupo" vou lembrar
António, Francisco e Joões
Quando forem ao Teclar
O"nosso" trabalho, há que completar!

Beijinhos da amiguinha
Elisa

Velhas tradições de Portugal


O Vinho dos Mortos

É um vinho com um nome curioso: Vinho dos Mortos. Existem poucos produtores deste néctar em Boticas, na região Transmontana. O que tem de especial este vinho? É enterrado (sepultado ) nas Adegas de Boticas para ganhar um gás natural.

Segundo, relato de um produtor, faz-se uma cova na adega para enterrar um dos mais preciosos tesouros de Boticas: o Vinho dos Mortos. O nome pode até parecer mórbido, mas é uma marca da hitória do concelho. Continuando o relato, surgiu durante o período das invasões francesas (1807). Os invasores pilhavam tudo o que viam e os habitantes do concelho decidiram enterrar o vinho nas adegas. Quando o desenterraram, perceberam que " tinha um gás natural que era muito apetitoso ". Não se sabe explicar o porquê desse gás. Só se sabe, que as garrafas têm de ficar debaixo de saibro nas adegas, de meio a um ano, como manda a tradição.

É um vinho palhete com cerca de 12 graus, muito "levezinho ", muito apreciado, principalmente no Verão. Ao mesmo tempo, a Câmara de Boticas está a construir o Repositório do Vinho dos Mortos. Um museu vivo que pretende manter viva a tradição, que alegra a alma dos Transmontanos.

1 de fevereiro de 2008

Hoje escrevo eu...


A aula desta semana ( 5ª feira) no Teclar foi muito produtiva, pois que houve novas aprendizagens com a introdução ao Powerpoint. Começar neste programa de apresentações, permitiu-me criar diapositivos, folhetos e destaques, tudo num único ficheiro de apresentação. São exercícios que englobam tarefas muito interessantes: só que vou assimilando devagarinho, claro! Habitualmente, as aulas do Teclar são muito atractivas, enriquecedoras e partilhadas, sempre com ajuda, persistência e sabedoria da Prfª Joana.

Espero que, o Projecto Teclar continui activo, mantendo o nível de conhecimentos e aprendizagens, para poder elaborar e utilizar as novas tecnologias, junto do computador e comunicar com a Internet.

Abraços para a Joana e colegas da turma Teclar.